crítica ‘jurema’ por paloma durante

Jurema

Há uma arte comum em todos os utopianos que é a prática da agricultura. Há uma arte comum no nosso modelo de cidadão que é o acesso aos bens tecnológicos. Thomas Morus se preocupa que tudo o que seja produzido e feito em Utopia seja de utilidade pública e individual dos utopianos. As nossas relações mercadológicas se preocupam com o desenvolvimento de aparatos de tecnologia cada vez mais sofisticados, para que tudo o que seja produzido seja consumido de maneira mais rápida por um preço de produção mais barato em troca de criar uma necessidade que nos custe muito mais.

mais